Por que morar no bairro Santo Agostinho? 5 razões inquestionáveis

Por que morar no Santo Agostinho? O bairro é considerado um dos melhores lugares para se viver na capital mineira. Delimitado por uma espécie de triângulo formado pelas avenidas Olegário Maciel, Amazonas e Contorno, ele foi originado na década de 1930 com a instalação do Colégio Santo Agostinho (ainda hoje, uma das escolas mais tradicionais da cidade), daí o seu nome.

Sua arquitetura tem muita história para contar. Cheia de edifícios poderosos, um dos destaques está na Assembleia Legislativa, no prédio do Crea-MG e a sede regional do Banco Central. Em contraponto, existe também um clima nostálgico forte, causado em parte pelo fato de que a maioria dos prédios e casas não tem muros muito altos, remetendo o morador ou visitante a um tempo em que não era tão necessário proteger a propriedade.

Além disso, o Santo Agostinho é bastante arborizado, garantindo um clima mais ameno mesmo em estações quentes, e está sempre crescendo. Ou seja, morar lá é a opção ideal para quem busca as comodidades de uma região de luxo e o aconchego de uma atmosfera intimista.

Acompanhe abaixo algumas outras razões que tornam o Santo Agostinho um dos bairros mais cobiçados de BH:

 

  1. Localização

 

Considerado um bairro de classe média-alta e alta, o Santo Agostinho está na Zona Sul de Belo Horizonte, rodado por bairros vizinhos importantíssimos: Lourdes, Cidade Jardim, Barro Preto, Funcionários, Gutierrez, Prado, Savassi e até o Centro.

 

  1. Qualidade de vida

 

Tradicional, nobre, charmoso e formado por uma população majoritariamente mais madura, o Santo Agostinho é a solução para as pessoas que priorizam tranquilidade na rotina.

As ruas arborizadas, como já dissemos, se potencializam para entregar qualidade de vida com os vários espaços de convivência e possibilidade da prática de esportes. Além disso, no quesito saúde, o Santo Agostinho também se sai muito bem: possui diversas farmácias, clínicas e uma unidade do Hospital Mater Dei – um dos melhores de Belo Horizonte – na rua Gonçalves Dias, bem perto da av. Amazonas.

 

Leia também: Os 5 bairros mais valorizados de BH

 

  1. Comércio

 

Dentro do triângulo que é o Santo Agostinho, opção de lojas e serviços não falta.

Mas é quase consenso que o Diamond Mall é o grande símbolo do comércio do bairro. Inaugurado em 1996, o shopping possui 204 lojas e 3 andares; dessas, mais de 30 lojas são exclusivas, com destaque para grifes como Victor Hugo e Hugo Boss.

 

  1. Lazer

 

Lazer ao ar livre no Santo Agostinho significa Praça da Assembleia (mais formalmente conhecida como Praça Carlos Chagas). Recentemente reformada para garantir mais segurança e lazer, ela é palco de eventos diversos, encontros de atletas, teatros infantis, praticantes de yoga e artes marciais, famílias com crianças e pets e moradores em geral que querem respirar um ar fresco e fazer uma caminhada.

E falando em pets, o bairro pode ser até considerado pet friendly. É extremamente comum encontrar pessoas nas ruas passeando com seus bichinhos, principalmente no parque Rosinha Cadar. Lá, há um espaço específico para moradores levarem seus cachorros para brincar. Um verdadeiro encontro que estimula a boa vizinhança.

 

  1. Gastronomia

 

A qualidade gastronômica do Santo Agostinho é irretocável, que conta com alguns restaurantes famosos.

Mas, para quem quer alargar um pouco o perímetro e experimentar outros tipos de culinárias, vale conhecer o polo gastronômico do Lourdes, que está a poucos quarteirões da av. Olegário Maciel.

 

E você, conhece o Santo Agostinho? Quais pontos do bairro mais te agradam? Na sua opinião, por que morar no Santo Agostinho é bom? Comente aqui embaixo!

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *