Obra limpa: conheça sua importância para o meio ambiente

Muitos pensam que o conceito de “obra limpa” é simplesmente uma obra sem sujeira, mas na verdade é muito mais do que isso.

Você sabia que no Brasil são gerados mais de 100 mil toneladas* por dia de entulhos provenientes de obras?

Por esse motivo, o CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente criou a Resolução 307 que estabelece regras e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.
Para entendermos como essa resolução funciona, é preciso pensar nesses entulhos dividindo-os em 4 classes:

CLASSE A: restos que podem ser reciclados ou reutilizados em outras obras como concreto, argamassa, tijolos e telhas.

CLASSE B: resíduos que podem ser reciclados e utilizados em outros setores como papelões, metais, plásticos e vidros.

CLASSE C: rejeitos misturados em caçamba que são inúteis de reutilização ou reciclagem.

CLASSE D: resíduos considerados perigosos ao meio ambiente e à saúde. Exemplos: tintas, solventes e óleos.

O setor técnico da Somattos criou uma metodologia construtiva que inclui desde o bom planejamento operacional da obra à separação dos resíduos, encaminhando-os corretamente a seus respectivos destinos.

Além de garantir mais economia, são pequenas atitudes como essas que fazem a diferença ao planeta.

*Fonte: Matéria publicada em 2012 pela Band.

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *