Energia fotovoltaica residencial em BH: conheça 4 benefícios

Tendência mundial, a energia fotovoltaica residencial é uma fonte alternativa que pode contemplar desde as pequenas construções até grandes empreendimentos, garantindo que todos sejam atendidos da mesma forma de quando se utiliza a energia elétrica “tradicional”. Ela é um tipo de energia solar produzida mesmo em dias chuvosos ou nublados. Para você, que mora ou quer morar na capital mineira, saiba que a energia fotovoltaica residencial em BH traz vários benefícios para a qualidade de vida do condomínio e seus condôminos.

Primeiro, vamos entender como ela funciona: o processo de conversão da energia solar utiliza células fotovoltaicas (geralmente feitas de silício), que, quando recebem a luz, fazem os elétrons do material semicondutor se movimentarem, gerando eletricidade.

No passado, a captação de energia solar era algo muito comum somente em países desenvolvidos devido aos altos valores para aquisição. Hoje, mesmo com um investimento significativo, o cenário é totalmente diferente e se fortalece por conta da necessidade da consciência e de práticas sustentáveis, somadas ao encarecimento da energia elétrica gerada por hidrelétricas. Além disso, sua escassez e consequente necessidade de alternativas de fontes de energia preocupam.

 

Belo Horizonte: exemplo

 

A energia fotovoltaica residencial em BH já é uma realidade. O Epic Savassi, pré-lançamento da Patrimar e da Somattos, além de ser o maior empreendimento no melhor ponto da Savassi, utiliza energia fotovoltaica solar para gerar economia na conta de luz e levar eletricidade às áreas comuns.

Ela é gerada no condomínio (por meio de equipamentos no topo do prédio), enviada pela rede à Cemig – operadora de energia mineira – e, então, devolvida para o condomínio em forma de desconto na conta.

 

Continue a leitura e veja quais são os benefícios para o seu condomínio ao fazer uso da energia fotovoltaica:

 

1. Economia de energia e dinheiro

 

Ar-condicionado, aquecedor na piscina e elevador. Que tal usar tudo isso pagando só a tarifa mínima de consumo? Sim! Isso é possível quando o seu prédio utiliza como fonte de energia a opção fotovoltaica. Com ela, apenas as taxas obrigatórias da Agência Nacional da Energia Elétrica (ANEEL) deverão ser pagas — o que significa, no final das contas, uma redução significativa no valor da conta de luz.

 

2. Sustentabilidade

 

Dias longos, muito calor e sol forte. Não apenas no verão, mas durante grande parte do ano, esse é o cenário do Brasil. Ainda bem, né? Já que o sol é a matéria-prima da energia fotovoltaica. Aproveitá-lo para gerar eletricidade é pensar no futuro, num meio ambiente cada vez mais sustentável, consciente e melhor para todos.

O nosso sol de cada dia é uma fonte de energia limpa, que não emite gases poluentes na produção de energia e não causa impacto para o planeta. Um grande benefício para o seu condomínio que alivia o seu bolso, pensa no coletivo e no planeta.

 

Leia também: Os 5 bairros mais valorizados de Belo Horizonte

 

3. Valorização do imóvel

 

Ter uma folga no bolso e ainda receber uma valorização acima do esperado no imóvel não é para qualquer um. Esse é outro benefício da energia solar no seu condomínio. O que prova que pensar no meio ambiente é muito mais do que uma tendência e, sim, um estilo de vida.

O número de pessoas que aderem às causas ambientais e procuram meios de contribuir aumenta. Ao morar num condomínio sustentável, portanto, elas estão colaborando com o meio ambiente e, consequentemente, fomentando o aumento da procura. De fato, há um grande mercado de olho nos empreendimentos que prezam por essa característica.

 

4. Retorno de investimento (payback)

 

Outro benefício da energia solar no seu condomínio está no retorno de investimento. Essa é talvez uma das informações mais importantes deste post: a energia solar é uma aplicação de longo prazo e com o custo elevado. Porém, o dinheiro retorna para o bolso do consumidor entre 4 e 10 anos após a instalação e utilização.

 

Fazendo as contas com a energia fotovoltaica residencial

 

Um exemplo fácil ajuda a entender essa lógica: um condomínio que paga cerca de R$ 5 mil por mês de conta de luz, no final do ano terá um gasto de R$ 60 mil. Com o investimento em energia fotovoltaica residencial em BH, que traz em torno de 30% de economia mensal, o valor passa a ser de R$ 18 mil. Supondo que o gasto seja em torno de R$ 200 mil para instalação das placas e do sistema, o condomínio necessitará de apenas 5 anos para o retorno do valor investido.

Interessante que, mesmo com esse longo prazo, no início do ano a estimativa era de que a energia solar crescesse cerca de 44% em 2019. O que é compreensível diante da gama de benefícios que são oferecidos para o condomínio.

 

Percebeu que as vantagens da energia solar para o seu condomínio são inúmeras, né? Nós apostamos que você gostaria de desfrutar das economias e contribuir para o um meio ambiente melhor e mais sustentável.

Conte para a gente o que achou!

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *