6 dicas definitivas para ganhar mais espaço no armário

6 dicas definitivas para ganhar mais espaço no armário

Acontece nas melhores famílias: você arruma o armário do quarto sem muito critério, as coisas parecem funcionar, a rotina flui, a correria vem – e, com ela, a pressa –, as roupas que antes estavam em uma pilha ordenada começam a desmoronar e, quando você percebe, seu móvel se transformou em um pandemônio, onde é impossível guardar qualquer coisa mais.
Reverter esse cenário não é penoso como alguns podem imaginar. Geralmente, a maior dificuldade está em definir o espaço certo para cada tipo de item. É necessário apenas um pouco de tempo, paciência, organização e criatividade.
Vamos às dicas:

 

1. DESAPEGAR FAZ BEM AO CORAÇÃO E AO ARMÁRIO

Previsível? Sim. Necessário? Também. E muito. Neste primeiro e essencial passo, é hora de esvaziar o seu guarda-roupa (incluindo os acessórios) e decidir o que fica, o que vai para o lixo e o que você pode doar para quem precisa. Se estiver difícil categorizar suas peças dentro desses três caminhos, tente pensar no seguinte:
Itens para jogar fora: se as roupas estão rasgadas, manchadas ou muito furadas, e se os acessórios estão quebrados, eles podem ser jogados fora. Afinal, não têm mais utilidade para você e não é justo que tenham para outra pessoa, não é?

Itens para doar: são aquelas roupas que não servem mais em você e nem vão servir em um médio prazo, ou qualquer item que você simplesmente olha, não vai mais com a cara, sabe que não vai mais usar, mas sabe que outra pessoa será feliz com ele.

Itens para manter: todo o resto de itens em bom estado que você, com toda a certeza, ainda quer usar!

 

2. CADA UM NO SEU QUADRADO

Ok, você separou as peças e acessórios que quer manter no armário. Agora, para poder aproveitar o máximo de espaço com eles lá dentro, a segunda coisa a se fazer é determinar os lugares onde cada item vai ficar. Assim, você sempre os retira e os recoloca no mesmo espaço, evitando possíveis desorganizações (que geram, aos poucos, o famoso pandemônio).
O que nos leva à próxima dica:

 

3. FLERTE COM OS ORGANIZADORES

Organizadores são seus amigos e querem o seu bem.
Colmeias: ótimas alternativas para organizar lingerie, cuecas e pequenas peças nas gavetas.

Potes “reutilizáveis”: sabe aqueles potes de vidro de geleias? Pois é, quando a geleia acaba, a vida deles não precisa acabar: transforme-os em recipientes para guardar pulseiras, anéis, meias e o que mais der na telha.

“Faça você mesmo”: economize no seu bolso e nos maus tratos com a natureza. Ao invés de descartar caixas de sapato, caixas de feira ou caixas de leite, por exemplo, reaproveite-os para guardar peças variadas. Vale tudo (só não vale procrastinar nessa organização, né?)!

Cabides-pra-que-te-quero: cabides são uma mão na roda para guardar gravatas, calças, bonés, lenços e até sapatos. Combine-os com pregadores para pendurar as coisas e, se quiser otimizar ainda mais o espaço no seu armário, experimente ligar um cabide a outro usando anéis de latinhas de refrigerante!

Porta-toalhas fora do banheiro: instalar essas peças nas partes internas das portas do seu armário para pendurar itens à sua escolha também otimizam bastante o espaço.

 

4. DOBRE AS MANGAS DE CAMISAS E BLUSAS

Hã? O quê? A gente explica: já reparou como é fácil que suas roupas de mangas compridas se enroscam fácil umas nas outras, principalmente se estão penduradas em cabides bem colados uns aos outros? Se isso implica em mais espaço ocupado à toa, você pode tomar uma medida simples: dobrar as mangas para a frente da roupa; assim, a manga que ficará no fundo do armário deve ficar por cima da outra, compactando a peça!

 

5. SEPARE AS ROUPAS DA ESTAÇÃO

Todo mundo sabe que, no Brasil, existem quatro estações: verão, verão, verão e verão um pouco menos quente. Brincadeiras à parte, podemos dizer que usamos roupas pesadas basicamente durante três meses ao ano. Por isso, nada mais justo que deixá-las à vista apenas nesse período e, durante o resto do tempo, guardá-las em gavetas.
Além disso, você pode optar por caixas plásticas com orifícios, para circulação de ar (inclusive deixando-as fora do armário), ou sacos a vácuo, que liberam espaço.

 

6. POR FIM, NÃO SAIA DA LINHA!

Depois de conseguir se organizar seguindo essas dicas, resta a você se comprometer em não deixar um deslize aqui e outro ali formar uma bola de neve que vai exigir de você, em pouco tempo, começar tudo de novo.
Faça uma manutenção diária. Mantenha as coisas nos lugares predeterminados por você e não deixe nada fora do seu “quadrado”.

Preparado(a)? Agora é mãos à obra!

    Leave a Comment

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *